Cidades das bicicletas: conheça os destinos e hostels bike friendly pelo mundo

Hoje a gente pisa fundo no pedal e fala sobre as cidades bike friendly pelo mundo, ou seja, as mais receptivas para a prática do ciclismo. Vale tanto para o morador local, que já usa a bicicleta como meio de transporte oficial, quanto para o turista que pode evitar os meios óbvios e passar a explorar os lugares de forma muito mais pessoal e ativa.

Afinal, por que não deixar de lado aquelas longas e cansativas caminhadas de um lugar para o outro, ou mesmo evitar o transporte público lotado ou os táxis caríssimos?

Olha o tanto de coisas boa que você faz ao mesmo tempo: preserva a natureza, se exercita, economiza grana, conhece os lugares muito mais a fundo e ainda fica parecendo um morador local e não só um mero turista!

Grandes cidades como Londres e o Rio de Janeiro caminham para adaptar seu trânsito e facilitar a vida dos ciclistas. E outros municípios como Joinville (SC) e Sorocaba (SP) despontam como bons exemplos dentro do Brasil.

Na Europa, os sistemas de aluguel de bicicleta crescem a passos largos. Não vai ser de espantar se, daqui um tempo, dê para pedalar por todo o continente. Aqui a gente fala sobre seis das melhores cidades bike friendly do mundo (há outras importantes como Copenhague e Pequim). Checamos como é o procedimento de aluguel das bikes e o terreno para os percurso. De quebra, mostramos também alguns hostels bike friendly, que oferecem aluguel de bicicletas e espaço para guardar as magrelas.

 

Amsterdam

 

A capital da Holanda tem um quê pelos ciclistas não é de hoje. Botar o pé nos pedais é com eles mesmos. Lá vivem cerca de 750 mil pessoas, enquanto a frota de bicicletas é de 600 mil. Tirando os bebês e os idosos, dá pra dizer que todo mundo anda de bike por lá, será?

Amsterdam foi criativa para popularizar o ciclismo por lá, tornando-o divertido em primeiro lugar. Há uma variedade de tipo de tours para locais ou visitantes: desde um passeio individual com direito a cruzar de graça os canais nos barcos, até um “tour cantado” ao redor do Distrito da Luz Vermelha, ou uma andança pelo interior para ver os moinhos e pontes elevadiças.

São 400 quilômetros de ciclovias em Amsterdam – perfeito para explorar o centro da cidade com cara de século 17. Usar a área pública de bicicletas é mais rápido e mais barato que o transporte público e fora que você tem muito mais liberdade para ver mais desde seu selim. Não há um esquema de locação para toda a cidade, mas assim como albergues que oferecem aluguel de bicicletas, você também pode encontrar empresas que alugam as bikes nas zonas principais da cidade, como a Estação Central, Leidseplein e a Praça Dam. O aluguel vai de sessões de três horas até o dia todo, e o preço médio pelo dia é de 8 euros (R$ 18,40).

A popularidade do ciclismo em Amsterdam é muito favorecida por seu terreno plano – pelo menos 40% da cidade prefere andar sobre duas rodas. E um detalhe importante: certifique-se de lembrar o local exato onde você deixou sua bicicleta – alguns estacionamentos armazenam até 7 mil bikes!

 

Albergues bike friendly em Amsterdam

Bem no centro da cidade, o Hostel Van Gogh tem instalações modernas e um ótimo preço – incluindo aluguel de bicicletas para os hóspedes. Há um sistema de segurança na entrada (com cartão) e para as moças que viajam sozinhas, há também um dormitório exclusivo feminino. Os dormitórios podem ser privativos para 2-6 pessoas ou dormitórios coletivos de 5-8 camas. Do Hostel Van Gogh você pode facilmente pedalar até alguns dos melhores bares, mercados, lojas, clubes e restaurantes da cidade. Dormitórios começam a €25 por pesssoa/noite e privativos a €28.

Com aluguel de bicicletas disponível na recepção, o Stayokay Amsterdam Zeeburg é uma ótimo albergue para explorar a cidade com liberdade do selim de uma bicicleta. Ocupando o antigo prédio de uma escola de 1900, a pousada foi renovada para tirar o máximo proveito da sua história, mas com todas as necessidades modernas. Você está 15 minutos de bike de todos os principais locais da cidade. Os quartos são espaçosos, com banheiros privativos. Dormitórios começam a €26 e privativos a €20.

 

Barcelona

Barcelona seguiu o exemplo de Amsterdam e Copenhague e construiu um “Anel Verde” para os ciclistas poderem cruzar toda a área metropolitana nas ciclovias. Pelo anel, você vai passar por 12 diferentes áreas naturais protegidas. Você pode fazer uma parada, por exemplo, para um piquenique ou andar de barquinhos em um dos lagos.

Pedalar é a melhor maneira de andar por Barcelona – são mais de 100 quilômetros de ciclovias. Se estiver em dúvida sobre por onde começar, a dica é usar a Diagonal, que é a maior pista da cidade, e que vai dar na estação de metrô Maria Cristina.

Se estiver mochilando por Barcelona com sua própria bike, a boa notícia é que foi construído um novo estacionamento subterrâneo de bicicletas. O “Biceberg” funciona como um iceberg – mantendo todas as coisas importantes debaixo da terra! Custa 30 centavos de euro por hora e é bastante seguro.

Levar sua bicicleta no metrô é permitido, exceto nos horários de pico. E verifique se você está no vagão correto.

Alguns anos atrás, eles lançaram o “Bicing”, que permite comprar cartões para utilizar as bicicletas ao redor da cidade, por 30 minutos. Infelizmente, isso só está disponível para os residentes, que se inscrevem para uma adesão anual (€6) e os cartões só são enviados para endereços na Catalunha (para evitar que os turistas usem o sistema). Mas há inúmeras de empresas que alugam bikes por Barcelona – basta perguntar no seu albergue.

 

Albergues bike friendly em Barcelona

No AptBcn Super Balmes você tem à disposição dois apartamentos privativos localizados no mesmo andar – cada um com 5 quartos e 2 banheiros – tornando-os perfeitos para grupos de 10-12 pessoas. Fica no coração de Barcelona e os quartos têm varandas para apreciar toda a beleza de Barcelona. Las Ramblas fica a apenas 5 minutos e há aluguel de bicicletas por perto. Quartos privativos a partir de €30.

 

No centro da cidade, perto do Passeig de Gràcia, do Bairro Gótico e da Plaza Catalunya, está o Hotel Petit Palace Barcelona. Este hotel oferece quartos de alta qualidade a preços acessíveis. Você pode desfrutar de um buffet de café-da-manhã e acesso gratuito à academia. Eles têm também aluguel de bicicletas para passear, jornais diários, ducha de hidromassagem, banheiras, uma sauna, WiFi em todos os quartos e um terraço ao ar livre. Quartos privativos a partir de €44.

 

Berlim

Berlim leva seus ciclistas a sério. Todas as novas estradas devem ter ciclovias, e todos as existentes estão sendo atualizadas. E a situação já está bem boa no momento, com mais de 620 quilômetros de ciclovias e 190 quilômetros de trilhas off-road.

A melhor coisa sobre o ciclismo em Berlim são as ruas largas – Karl Marx Allee tem 90 metros de largura! As calçadas são largas o suficiente para todos também, então não tenha medo de pular em cima da calçada em caso de emergência. A segunda melhor coisa é que a cidade é quase totalmente plana – nada de se canseiras para subir ladeiras na capital da Alemanha.

Talvez a pior coisa seja que que Berlim é gigante! Mas não deixe isso te desanimar – você pode facilmente tomar atalhos através de parques – e sem ter que ficar desviando dos velhinhos incomodados – e você pode levar sua bike nos trens e metrô, desde que você comprar um bilhete separado.

Se você não tem sua própria bicicleta, há inúmeras lojas de aluguel ao redor, onde paga-se cerca de €8 por um dia inteiro. Dá também para inscrever-se no esquema do “Call a Bike” da cidade. As bicicletas não são estacionadas e trancadas, mas apenas deixadas em áreas designadas, como próximo a um cruzamento, e um mecanismo de bloqueio integrado as mantém lá. Depois de registrar-se no sistema (em um dos terminais, por telefone ou online), você destrava as bikes usando um código que você vai receber, a pedido, no seu telefone. O custo é de €0,08 por minuto e €15 por 24 horas.

 

Albergues bike-friendly em Berlim

No centro de Berlim, em um bairro calmo e tranquilo, você encontrará o Smarthostel-Berlin. Eles têm um serviço de aluguel de bicicletas para que você possa pedalar pela cidade, além de um ambiente acolhedor e relaxante. Há opções de quartos single ou duplos, bem como quartos com várias camas e apartamentos familiares para até 4 pessoas. Delicie-se com o buffet de café-da-manhã e aproveite o WiFi. Dormitórios e privativos a partir de €14.

No século 19 foi um convento, mas agora o Three Little Pigs Hostel tem uma varanda, bar, cozinha e sala de jogos e videos, além de um buffet livre de café-da-manhã por apenas €5. O que os monges diriam? Localizado na famosa Praça Potsdamer, você estará a uma curta pedalada de distância de áreas movimentadas como Mitte e Kreuzberg, e você pode alugar bicicletas diretamente no albergue. Dormitórios a partir de €11 e quartos privativos a partir de €18.

 

Paris

Paris também é conhecida por sua dedicação aos ciclistas. Desde 2007, quando o popular sistema Velib foi introduzido, a cidade se tornou um paraíso para os ciclistas que vem se dedicando cada vez mais à prática – seja pedalando para ir ao trabalho ou passeando e explorando a cidade no seu próprio ritmo.

As principais ruas de Paris são largas e planas, o que facilita o tráfego dos ciclistas que precisam desviar dos carros e ônibus. Não há muitas ciclovias, porém, então as viagens são basicamente paralelas ao trânsito principal. Ou no trânsito mesmo, usando as marcações da estrada. Pela popularidade do ciclismo em Paris, os motoristas já estão acostumados a prestar atenção nos ciclistas. Para uma injeção de adrenalina no passeio, leva sua bike até o alto de Montmartre ou Belleville e desça livremente até o fim – se bem que, ao olhar para os montes, é possível que você prefira pegar um ônibus de volta depois.

Atualmente não é permitido levar sua bicicleta no metrô de Paris, exceto na Linha 1 em certas horas e dias específicos.

Claro que Paris está em um país que sempre amou o ciclismo, já que é o lar do Tour de France. E o esquema de ciclismo da cidade, conhecido como Velib, é a maior da Europa. É simples. Pegue uma bike de uma das estações Velib e terá os primeiro 30 minutos de graça. As bicicletas são inteiramente financiadas por JCDecaux em troca de publicidade. E digamos que as cores deles são um pouco mais sutis que seus equivalentes europeus, indo ao encontro do estilo francês, ooh la la. São mais de 20 mil bicicletas disponíveis 24 horas por dia e 1.800 estações localizadas em intervalos de 300 metros.

Para saber ainda mais sobre a cidade, veja nosso Guia de Viagem – Paris.

 

Albergues bike-friendly em Paris

Caulaincourt Hostel Square é uma propriedade distintamente boêmia localizado bem próximo de Montmartre e a Sacré-Coeur. Eles oferecem aluguel de bicicletas, o que vai lhe permitir explorar a cidade sem as restrições e limites do transporte público. E há muito para explorar por aqui, por onde passaram artistas como Picasso, Modigliani, Brancusi, Juan Gris, Appolinaire etc. Quartos privativos a partir de €29.

 

A menos de 10 minutos pedalando da famosa Champs-Elysées, você encontrará o Hotel Regence. Aconchegante e agradável, o hotel fica perto da zona da moda, do Moulin Rouge, da Sacré-Coeur e de diversos restaurantes, brasseries, cinemas, bares, boates e teatros. Os quartos são confortáveis e requintados e você também tem acesso a WiFi, serviço de quarto e frigobar. Quartos privativos a partir de €47.

 

Miami

Os governantes de Miami assumiram o compromisso de tornar a cidade totalmente bike friendly até 2012. Eles estão modernizando rotas antigas e criando novas ciclovias, além de criar mais facilidades para os ciclistas, como mais áreas de estacionamentos e até aulas de proficiência para ciclistas. (Dá uma olhada na foto abaixo e diga se há algo de estranho)

O Departamento de Transportes da Flórida tem investido em um canteiro contínuo de quase 50 quilômetros de extensão entre a ponta sul do metrô até a ponta sul dos em Miami-Dade. Com um clima perfeito para pedalar o ano todo, e com os investimentos nas estradas, Miami deve ser um dos principais destinos bike friendly do mundo.

Eles também introduziram as “sharrows”, placas que indicam onde as faixas de trânsito são compartilhadas com carros e bicicletas. As ferrovias adicionaram 600 armários para bicicletas e milhares de dólares serão gastos em melhorias de segurança em ciclovias por toda a cidade.

Em março de 2011, o governo lançou o sistema “Miami Decobike”, aberto a todos. Uma frota de mil bicicletas customizadas está acessível em 100 estações de aluguel, movidas à energia solar, 24 horas por dia. Você pode andar de graça, por 30 minutos com um passe de acesso diário; e depois é só encaixá-la e pegar outro, se quiser seguir adiante. Você pode aderir por uma hora, um dia ou um mês, com total flexibilidade. Há estações por toda Miami e você ainda pode fazer o download do aplicativo no celular que vai lhe dizer onde está a estação mais próxima. A primeira hora custa US$ 5 e a inscrição é gratuita.

 

Albergues bike-friendly em Miami

Miami Beach International Hostel tem ótimo custo-benefício – eles oferecem tanta coisa grátis que é capaz de você não querer sair mais. Há um café-da-manhã, almoço e jantar gratuitos, noites gratuitas, WiFi gratuito, passeios gratuitos, bebidas gratuitas, festas, jogos e tanto mais. Eles também têm um serviço de aluguel de bicicletas para você explorar a South Beach mais a fundo. Os quartos privativos e dormitórios têm banheiros próprios, televisão e armários de segurança. Dormitórios começam em €17 e privativos em €34.

Mochileiros, membros de tripulação, estudantes e turistas amam o The Miami Hostel. Localizado em South Beach, você pode desfrutar do café-da-manhã gratuito, acesso a WiFi e aluguel gratuito de bicicletas, tudo com com o mar e a areia ao fundo. Há um pátio lindo, jacuzzi, mesa de sinuca e um bar para mantê-lo ocupado. Os quartos são espaçosos e elegantes, com camas confortáveis e uma atmosfera cool. Há atividades gratuitas na maioria das noites – churrascos, ping-pong, cinema e jogos de pôquer. Dormitórios começam em €16.

 

San Francisco

O ciclismo em San Francisco, nos EUA, cresce em popularidade, graças principalmente ao aumento e cuidado dado à infra-estrutura. No que tange ao o terreno, a cidade é extrema. É quase completamente plana, mas algumas famosas ladeiras íngremes pode cansar a vida do ciclista.

Ainda falta bastante para San Francisco completar o seu Bicycle Plan proposto em 2009, mas os 60 pontos de melhorias a curto prazo estão em andamento, incluindo os 55 quilômetros adicionais de ciclovias, dos quais 17 estão concluídos. Se você está bem no centro da cidade, na área mais populosa, é fácil de pedalar até as lojas e o entretenimento da área. Mas na periferia, a região é mais adequada para os mountain bikers que para os simples ciclistas.

Ainda não há nenhum esquema de aluguel de bicicletas que abrange toda a cidade, mas há lojas suficientes que fazem o serviço e opções não vão faltar. Você pode até mesmo alugar uma tandem (para 2 ou mais pessoas) em alguns delas. Mas o governo está ajudando seus ciclistas, já tendo instalado mais de 1.500 bicicletários e decretou que todos os novos estacionamentos de automóveis forneçam uma quantidade relativa de espaços para bicicletas.

Outra iniciativa para tirar as pessoas dos carros e colocá-las sobre duas rodas é a chamada Sunday Streets. Em domingos específicos ao longo do ano, as estradas são fechadas para carros e só é permitida a passagem de bicicletas, patins ou pedestres.

 

Albergues bike-friendly em San Francisco

No Green Backpackers Tortoise Guesthouse, você vai ter refeições gratuitas, acesso WiFi e até sauna grátis! Fica perto da baía e o aluguel gratuito de bicicletas significa que você vai poder pedalar e chegar em poucos minutos a Chinatown, San Francisco Bay, Fisherman´s Wharf e Little Italy. Há uma cozinha, uma mesa de sinuca e de pebolim, um piano e áreas tranquilas para relaxar. E, claro, um bicicletário para guardar sua bike com segurança. Dormitórios e quartos privativos começam em €23.

Se você está procurando um retiro tranquilo para descansar as pernas após um dia agitado de ciclismo, experimente o HI – Fisherman’s Wharf. Rodeado por belíssimas vistas da baía, trilhas para caminhada e o Parque Nacional, você pode até ver a Golden Gate Bridge e Alcatraz da janela do seu quarto. Com sua bike, você estará a apenas pertinho da cidade. No hostel, há lugar para guardar as bicicletas, uma sala de jogos e um salão com um fogão à lenha. Dormitórios começar a partir de €21 e privativos a €30.

 

Gostou? Leia também:

* Turismo e aventura sobre duas rodas

* Mochilão pela Europa: quanto custa passear em cada cidade

 

Um agradecimento especial pelas fotos do flickr para elsamu, Alex Cheek, Amsterdamize, Simon_Music, Shayan (USA), robertcupisz, toolmantim, tomis_bPatrick Stuele, Mr. Usaji, *clairity*, Joe Shlabotnik e joiseyshowaa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =