Desbravando as belas montanhas brasileiras

Publicado por Rodrigo Santos

 

Não é preciso sair do país para praticar um dos esportes mais emocionantes, terapêuticos e ligados à natureza que se tem notícia. Tudo bem que o montanhismo nasceu na Europa, lá pros lados da cordilheira dos Alpes (daí o termo alpinismo como sinônimo) e que os maiores desafios estão nas montanhas do Himalaia, mas o Brasil está muito bem servido de opções para os fãs dessa prática.

A cidade do Rio de Janeiro, por sua topografia cheia de montanhas de rocha de granito, é uma das mecas do montanhismo e escalada em pedras no Brasil e no mundo. A Urca, em especial, costuma ser o bairro que concentra maior número de escaladores, na região do Pão de Açúcar, com vias de diferentes graus de dificuldade para escalada. Áreas do Rio como a Floresta da Tijuca e o Corte Cantagalo (entre Copacabana e a Lagoa) também atraem adeptos do esporte.

Na Floresta da Tijuca, o ponto alto (literalmente) é a Pedra da Gávea, com seus 842 metros acima do nível do mar. É o maior bloco de pedra à beira mar do planeta. Lá, o ponto preferido é a mística Passagem dos Olhos, que oferece um incrível visual panorâmico das regiões oeste e sul da capital. Tem cerca de 27 vias e para chegar à base da escalada, leva-se cerca de 40 minutos de uma trilha íngreme.

Para ficar no Rio de Janeiro e aproveitar tantas outras maravilhas da cidade, confira as dezenas de pousadas e albergues no Rio de Janeiro, com opções em vários bairros da cidade e a preços começando com R$ 20 por dia!

Vizinha ao Rio (distante apenas 87km), Teresópolis é verdadeiramente considerada a capital nacional do montanhismo, tamanha a quantidade e variedade de suas formações montanhosas. Ela abriga a sede do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (ou Parnaso), bem como grande parte do Parque Estadual dos Três Picos, o maior parque estadual do Rio de Janeiro. Está cercada por matas e por formações famosas como o Dedo de Deus, Pedra do Sino, Agulha do Diabo, Pedra da Tartaruga e Mulher de Pedra. Por suas formações montanhosas, a cidade.

Situado no maciço da Serra dos Órgãos, o Parnaso tem uma área de mais de 20 mil hectares e abrange também os municípios de Petrópolis, Magé e Guapimirim. É aberto para visitação permanente, sendo considerado um dos melhores locais do Brasil para a prática de esportes de montanha. Entre maio a setembro a temporada de montanhismo é aberta, com aventureiros de toda parte buscando o contato direto com a natureza. O principal roteiro é a Travessia Petrópolis-Teresópolis, que exige três dias e é considerada a caminhada mais bonita do Brasil.

O Dedo de Deus, com seus 1.692 metros de altitude no topo, é considerado um marco no montanhismo no Brasil, desde sua conquista por José Teixeira Guimarães e os irmãos Américo de Oliveira em 9 de abril de 1912.

Um destino carioca ainda pouco explorado é a Ilha do Farol, em Arraial do Cabo. As paredes da região atraem os que buscam vias de psicobloc, modalidade praticada principalmente na Espanha e na Tailândia que consiste na junção de grandes paredes com bases em locais com água. O visual paradisíaco, com mar azul, águas cristalinas e rochas brancas lembram as paisagens de Mallorca, com direito até a golfinhos de vez em quando. Veja um vídeo da aventura feita pelos escaladores Felipe Dallorto e Flavia dos Anjos. Confira também as opções de albergues em Arraial do Cabo, com diárias por menos de R$ 40.

Ainda na região sudeste, a região de Andradas, no sul de Minas Gerais, tem muitas opções de escalada, dentre elas a Pedra do Elefante, e os morros do Boi e do Pântano, na zona rural da cidade. Nestes três morros, predominam vias de dificuldade meadiana. O acesso é realtivamente fácil e no local há serviços, como refúgios de montanha, que facilitam a vida de quem vem de mais longe.

Outro destino muito popular no verão brasileiro, Ubatuba (litoral norte de São Paulo) tem em uma de suas praias outro bom local para a escalada em rocha – neste caso o boulder, praticado sem o uso dos equipamentos de segurança como cordas e mosquetões. Fica na ponta direita da praia de Fortaleza, em meio à floresta tropical cercada de morros, cachoeiras, baías e rios de águas cristalinas. Programe as férias prefeitas por lá, reservando uma pousada – Ubatuba, com diárias a partir de R$ 20!

Verdadeiro cartão postal do Brasil, as Cataratas do Iguaçu também têm pontos de escalada, fato que pouca gente conhece. Tudo bem que é um tipo de escalada diferente, pois ao invés de uma montanha, escala-se em um cânion! As paredes do cânion ficam um tanto escondidas e chamam muito menos atenção do que as cachoeiras. O segredo é fazer contato com a Associação Montanhistas de Cristo (veja o site oficial), pois são eles que autorizam a escalada no Parque Nacional e fazem a manutenção das trilhas. São nove setores de escaladas no parque, geralmente com acesso difícil, por causa da vegetação fechada. Está lançada a aventura! Aproveite e reserva uma pousada – Foz do Iguaçu e economize na sua viagem (diárias a partir de R$ 20!)

O mais importante de tudo é lembrar que o montanhismo é um esporte considerado de risco, portanto o conhecimento das técnicas é obrigatório a todos que desejam praticá-lo, de preferência com cursos oferecidos por associações e clubes excursionistas. Um bom exemplo é o Clube Excursionista Light fundado em 1957, que difunde a práttica do excursionismo e montanhismo com uma intensa programação de caminhadas (trekking) e escaladas às mais belas montanhas, serras e praias do Rio de Janeiro e estados vizinhos, além de cursos e treinamentos. Confira o site oficial do clube.

Um agradecimento especial pelas fotos do flick para leojorgeBesser Photos, Eliane_Carvalho e os afiliados do Celight.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + dezesseis =