7 viagens para fazer pelos EUA antes dos 30

Sunset USA

Christina Loiacono é colaboradora do Zerve, um site sobre experiências únicas. Entusiasta do turismo, ela sempre está à procura de novas aventuras para colocar na própria lista de futuras viagens!

 

“Aproveite enquanto você é jovem”. Quantas vezes ouvimos isso ao longo da juventude? Conciliar a vida adulta com viagens é algo que se torna mais difícil com o passar dos anos – então o jeito é não perder tempo e viajar o máximo que puder antes das coisas ficarem mais atribuladas. A seguir, listo sete viagens fantásticas pelos Estados Unidos. Serão memórias da juventude que você guardará para sempre.

Veja também: as regras básicas para alugar um carro e dirigir nos Estados Unidos.


1. Viagem de carro pela costa californiana

Califórnia, EUA

Uma das melhores formas de celebrar a liberdade da juventude é viajando de carro – especialmente se o destino for a Califórnia, descendo a costa do Pacífico. Como é um trajeto cheio de atrações e vistas exuberantes, a dica é planejar os principais pontos a visitar, mas deixar tempo livre para paradas espontâneas ao longo da estrada.

A rota pode ser feita nas duas direções (Norte-Sul ou Sul-Norte), mas se você decidir descer a partir do Norte, o parque nacional da costa de Point Reyes (Point Reyes National  Seashore) é uma ótima primeira parada, com uma boa oferta de trilhas. Não é preciso dirigir muito mais ao Sul para cruzar a Golden Gate, famosa ponte de San Francisco.

Mais para baixo, a parte da estrada que corta o Big Sur, região menos populosa da Califórnia entre San Luis Obispo e Monterey, foi eleita uma National Scenic Byway. Esta é uma denominação de rodovias norte-americanas com um nível mais baixo de tráfego que estão cercadas de valiosos bens culturais. Merecem destaque, aqui, as pontes históricas, as vistas de escarpas/penhascos à beira-mar e florestas com árvores gigantes e flora e fauna típicas de pradarias – uma combinação que você só encontra nessa região.

Na mesma área, você talvez se interesse por uma parada em Monterey (boa para passear a cavalo) ou mesmo um desvio estratégico pela 17 Mile Drive, em Pebble Beach (no Golfo de Monterey). Essa estrada oferece uma dose extra de visuais incríveis. Se o tempo permitir, desça a estrada até o fim, e passe um tempo em Coronado, passeando pela cidade e aproveitando o sol nas praias dali.

 

2. Visite Nova York

Times Square, Nova York

Com tantas coisas para ver e fazer, há quem defenda que temos razões para visitar a Big Apple em todas as idades. Fazer isso na juventude, no entanto, pode influenciar o resto da sua vida. Por ser um lugar relativamente compacto e tão diverso culturalmente, a cidade é uma fonte especial de inspiração e pode ensinar lições que vão te acompanhar por bons anos.

Para aproveitar a viagem ao máximo, divida seu tempo entre visitar os lugares mais turísticos e, também, escapar por caminhos nem tão conhecidos. Não deixe de visitar a Times Square e ver uma quantidade monumental de luzes e pessoas de todo o mundo ali reunidas. Depois, busque “camarotes” para contemplar a cidade e a beleza de seus arranha-céus. Algumas opções: a rota para pedestres da Brooklyn Bridge, um passeio de barco ou mesmo o topo do Empire State Building (outro programa clássico).

Pensando em roteiros menos óbvios, fuja de redes de restaurantes conhecidos e opte por comer como um típico nova-iorquino: vá à caça de estabelecimentos independentes ou restaurantes mais finos e exclusivos fora de circuito. Fazer um tour gastronômico é uma boa saída para conhecer regiões que você não visitaria por não serem tão turísticas. Outra dica preciosa é aproveitar as Restaurant Weeks, que ocorrem duas vezes por ano e te permitem conhecer restaurantes mais caros por preços acessíveis.

 

3. Visite um vulcão

Volcano

A Big Island do Havaí, conhecida por produzir o café Kona, tem dois vulcões ainda ativos: Maunaloa e Kilauea. Apesar de ativos, no entanto, eles são atentamente monitorados – o que torna a visita de turistas possível.

Caçadores de aventuras podem fazer trilhas a pé ou de bike, explorar áreas com lava solidificada ou mesmo fazer tours que chegam perto o suficiente para visualizar a parte quente e fumegante do vulcão.

 

4. Nade no rio Chattahoochee

Chattahoochee River

Este é um clássico americano. Fluindo pelo noroeste da região metropolitana de Atlanta, o rio Chattahoochee é fácil de visitar a partir da cidade.

As águas calmas transformam-no num rio ideal para recreação, e ainda oferece um olhar privilegiado à vida selvagem local: garças azuis, castores, guaxinins e pedras vermelhas são algumas das atrações. As rochas, por sinal, são as responsáveis pelo nome do rio. Na língua nativa dos índos Muscogee, Chattahoochee significa “rio das pedras pintadas”.

Depois do dia na água você provavelmente estará exausto, então uma boa alternativa é parar, na volta à cidade, no World of Coca-Cola. Localizado no coração de Atlanta, o local permite que você mate a sede testando alguns dos 64 sabores que a empresa comercializa ao redor do mundo.

 

5. Veja um arco-íris lunar (você não leu errado, não!)

Moonbow

A água espalhada no ar pelas cachoeiras de Cumberland Falls, no Kentucky, torna o local um dos poucos do mundo (o único no Ocidente) que permite prever quando arco-íris lunares – em inglês chamados “moonbows” – serão produzidos.

É preciso fazer um alerta, no entanto: o parque estadual prevê quando a lua estará cheia o suficiente e na posição correta – mas só isso não basta. É preciso que, na ocasião, temperatura, vento e névoa atinjam índices suficientes para formar o arco-íris noturno. Embora isso exija certa paciência do seu lado – já que você pode chegar lá e não conferir nenhum “moonbow” – também é possível que você seja sortudo o suficiente para estar lá na hora certa. E essa será uma memória para sempre (digna do risco!).

 

6. Entre em contato com o Velho Oeste

Chuckwagon Supper Wyoming

Que tal voltar no tempo e reviver a era dos cowboys experimentando uma ceia típica, servida a partir de uma carroça similar às daqueles tempos? Chamado “chuckwagon suppers”, esse serviço pode ser encontrado na maioria dos estados do Oeste norte-americano, mas é especialmente popular no Novo México, no Colorado, em Wyoming e na Dakota do Sul.

A experiência geralmente começa com um passeio de carroça, a cavalo ou mesmo de trenó. Depois, um jantar generoso é servido, seguido por uma roda ao redor da fogueira. A sessão inclui canções típicas, como no “Velho Oeste”. Se você prefere o agito das cidades, imagine que isto seria quase igual a cair de para-quedas numa cidade desconhecida.

 

 7. Tirolesa!

Zipline!

Com vistas espetaculares e velocidades de tirar o fôlego, passeios de tirolesa (zipline por lá) estão ganhando muita popularidade nos Estados Unidos. Cada percurso é único e tem uma estrutura específica, mas todos envolvem ir de um canto ao outro suspenso por cabos a alturas que podem variar entre cinco e 25 metros. É o suficiente para uma dose extra de adrenalina enquanto se aprecia os topos de árvores, a costa de praias ou áreas montanhosas.

Como cada tirolesa oferece uma experiência muito particular, é difícil escolher apenas um lugar para se aventurar. A costa da Califórnia oferece várias opções, então você pode combinar esta dica à viagem de carro pela costa do Pacífico. O Havaí também oferece boas opções, geralmente em florestas tropicais e cachoeiras – um programa que também pode ser incluído na visita à ilha com vulcões. Uma alternativa, porém, é procurar vistas montanhosas, como o gélido (e cheio de neve) Colorado.

 

E aí, o que achou dessas opções? Quais você adicionaria à lista?

 

Um agradecimento especial para Erik Fitzpatrick, Erik Fitzpatrick, Nicolas Vollmer, Lauren Bacon, Jeff Gunn, Brent Moore, Wyoming Arts Councile Brian Omura pelas fotos do Flickr (com Creative Commons). 

 

Gostou? Leia também: 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =