O que NÃO fazer em Paris

Paris é um dos lugares mais bonitos do mundo, certo? No entanto, como em qualquer outra grande cidade há algumas atividades na qual você pode certamente evitar!

Eis aqui está uma pequena seleção de coisas que recomendaríamos a você não fazer em Paris, como forma de conservar o seu tempo e dinheiro para aproveitar melhor todas as maravilhas que a cidade tem a oferecer!

1. Hospedar-se em Marne-la-Vallée, se você for para a Disneylândia

A Disneylândia europeia está localizada a leste de Paris, na cidade de Marne-la-Vallée. Você encontrará hotéis localizados próximos da atração, mas esteja ciente de que não há nada interessante a fazer na cidade além do famoso parque.

A melhor opção é ficar hospedado em um hostel no centro de Paris e pegar o RER que vai diretamente de Châtelet-les-Halles para Marne-la-Vallée em 45 minutos.

2. Fazer compras na Champs-Élysées10 Cosas que no que fazer em Paris

Se visitar o Arco do Triunfo na Champs-Élysées é uma atividade obrigatória, fazer compras nessa avenida também não deixa de ser uma boa opção. As lojas, no entanto, estão sempre lotadas e a maioria dos cafés e restaurantes tem preços exorbitantes! Prefira as mais discretas e não menos elegantes vitrines da Rue de Rivoli, ou as pequenas lojas do bairro de Marais.

3. Caminhar sem ver onde está pisando

Todo mundo sabe que as calçadas da bela cidade de Paris estão longe de ser um modelo de limpeza. Resíduos de nossos amigos caninos estão por toda parte! Então, mais cuidado por onde anda, porque apesar da expressão “com o pé direito” significar boa sorte, você não ficará feliz em pisar com ele em algo indesejado.

4. Ir ao Museu Grévin

Claro que o gosto pessoal é o que conta, mas o Museu Grevin é um tanto caro para o que ele se propõe: a entrada custa €22,50 para adultos e €12 para crianças. A esse preço você pode visitar outros museus bem mais interessantes: Musée d’Orsay, o Museu Rodin, ou mesmo o Louvre, que são mais baratos e muito mais bonitos.

5. Ir para o Châtelet-Les Halles numa tarde de sábado

Chegar ao Châtelet-les-Halles em uma tarde de sábado é um desafio: o lugar sempre está cheio de gente e a estrutura física também não ajuda! Os corredores do shopping são bastante pequenos e sinuosos. Outro ponto negativo do local é a falta de segurança: roubo de bolsas e carteiras é algo que ocorre com frequência.

6. Dirigir no centro da cidade2_Driving en Paris

Levar seu carro ao centro de Paris não é uma das melhoras ideias, especialmente se estiver na hora do rush. Caso queira sair à noite, você provavelmente gastará muito tempo tentando encontrar um lugar para estacionar ou terá que pagar um estacionamento privado que geralmente custa uma pequena fortuna. Sem mencionar o constante congestionamento na famosa Place de l’Etoile. A melhor opção acaba sendo o transporte público.

7. Descuidar-se dos batedores de carteira

Assim como em muitas metrópoles, os batedores de carteira são uma constante em Paris, que não é conhecida por ser a cidade mais segura do mundo. Portanto, tenha cuidado para não deixar seus pertences no bolso aberto da roupa ou facilmente disponível na parte de trás de sua mochila.

8. Comprar bilhetes de metrô ou unidade RER

Preste atenção na hora de comprar bilhetes para o metrô ou RER. Às vezes é melhor e mais vantajoso comprar o bilhete diário. Você pode comprar um passe de um dia (€10,55), dois dias (€17,15), 3 dias (€23,40) e 5 dias (€33,70). Fique atento, pois nem todas as máquinas aceitam papel-moeda. Esteja sempre com moedas ou cartão de crédito.

9. Visitar o Louvre na terça-feira

Poucos turistas sabem que o Louvre não abre as terças-feiras. É bom ficar informado para evitar qualquer decepção. Lembre-se que você tem a opção de ir à noite também. Duas vezes por semana, as quartas e sextas-feiras, o museu fica aberto ate as 21h45 em vez de 18h.

10. Comer ou beber em Saint Michel ou outros lugares megaturísticos

Eles têm a reputação de altos preços nos seus cardápios, não sendo raro se pagar €11 por uma cerveja ou €4 por um café. Nos restaurantes gregos da rua de Huchette em Saint-Michel uma simples mousaka chega a custar €20. Para sua economia, aconselha-se manter distância destes lugares.

 

Um agradecimento especial pelas fotos do Flickr para zoetnet e Grey World,

 

Voltar para o guia Paris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + nove =