10 coisas para fazer em Dublin por menos de $10

Não é segredo que a vibrante capital da República da Irlanda é repleta de restaurantes de altíssimo nível, milhares de anos de História e a não menos lendária vida noturna de Temple Bar… mas muitas vezes o viajante sente no bolso o peso de tenta diversão à disposição em Dublin.

Felizmente, também há um monte de coisas baratas para fazer em Dublin. Comece, claro, ficando em um hotel barato em Dublin e, a seguir, a gente dá 10 dicas para viajar sem gastar muito e aproveitar ao máximo sua passagem pela maior cidade da Irlanda!

Veja mais ofertas na nossa página especial da Irlanda.

1. Um clássico e barato “prato irlandês”

Há quem diga que não exista uma “comida típica irlandesa”. Mas não tem como não notar os vários pratos tradicionais que, claro, precisa-se experiemntar durante uma visita ao país. Tudo bem que talvez seu orçamento não permita um jantar em um lugar de mais pompa como o Chapter One, mas não é difícil de achar locais bacanas para comer. Veja alguns:

The Brick Alley Cafe (25 East Essex Street, Temple Bar): tem seus seguidores fiéis, que lotam este pequeno e simpático café e suas mesas de madeira. Os pratos caseiros variam de €6-8 (R$ 15-20). Quer um pouco mais de sofisticação? Experimente o Gallagher´s Boxty House (20 Temple Bar  Dublin 2), que serve a ‘Boxty’ – uma espécie de panqueca de batata, servida com os mais variados molhos e coberturas, como salmão e queijo. As entradas (starters) no Boxty House são mais do que suficiente para um almoço decente, e têm preços a partir de €6,50 (R$ 15).

 

2. The Jeanie Johnson Famine Ship

Depois de se esbaldar no Boxty, você pode até se sentir meio culpado de visitar o Jeanie Johnson. Trata-se da réplica do navio que trouxe as vítimas da Grande Fome de 1845-1849 da Irlanda. O navio está ancorado em Custom House Quay, e foi detalhadamente restaurado, contando com um fascinante museu em seu interior. Ingresso csuta €8,50 / R$ 22.

 

3. Kilmainham Gaol

O famoso presídio na Inchicore Road (a 3,5km do centro de Dublin) deixou de funcionar em 1924, e hoje abriga um museu bastante peculiar. Lá são mostradas as terríveis condições em que os detentos viviam, com tours pelos corredores e celas. Este é o lugar onde os líderes da Revolta da Páscoa de 1916 foram executados, e também onde foram filmadas algumas cenas do filme The Italian Job (Um Golpe à Italiana, de 1969, com Michael Caine). Ingresso custa €6 / R$ 15,50.

4. St Patrick’s Cathedral

Depois de mergulhar no submundo do crime irlandês, é hora de tomar uma dose de luz divinal e se encantar com os serenos e pacíficos arredores da Catedral de St. Patrick. Datada do século 13, esta é a maior igreja da Irlanda, e seus monumentos, placas e brasões contam a história da vida anglo-irlandesa no país. O célebre escritor Jonathan Swift escreveu a maioria de seus trabalhos quando era Deão na catedral no século 18, e está enterrado em seu interior. Ingresso custo £5,50 / R$ 17,50.

5. Dublin Writer’s Museum

A renomada herança literária de Dublin está em exibição neste pequeno mas charmoso museu (18-19 Parnell Square). Ocupando um elegante casarão, o museu dispõe de uma bela coleção de artefatos dos mais famosos escritores irlandeses, como Swift, Wilde, Beckett, Joyce e Yeats, além de exibições temporárias e performances ao vivo. Ingressa custa €7.50 / R$ 20.

6. As livrarias escondidas de Dublin

Como era de se esperar, uma cidade tão famosa por seus escritores, Dublin também conta com diversas e excepcionais livrarias e sebos. A Chapters (108/109 Mid. Abbey Street), é o paraíso para os livros de segunda-mão, e fuçar e descobrir preciosidades em suas prateleiras lotadas é um prazer. Os alunos da Trinity College adoram a eclética seleção da Books Upstairs (36 College Green) e os fãs de suspense e romances policiais se esbaldam na Murder Ink (Dawson Street).

Outra imperdível é a The Winding Stair (by the Ha’Penny Bridge), uma lendária parada literária desde os anos 70, repleta de itens raros e exclusivos. A livraria, por sinal, ganhou cara nova recentemente e conta com um badalado restaurante no andar de cima, mas sem perder seu charme original. Com $10 dá pra comprar um(ns) bom(ns) livrinho(s).

7. Um castelo no campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É um pouco fora do centro da cidade, mas o Ardgillan Castle em Balbriggan, vale muito a curta viagem de trem ou ônibus. O castelo fica em uma área de 80 hectares em uma área campal deslumbrante e, o melhor, pertíssimo da praia – ou seja, um perfeito break da cidade grande! O castelo foi construído pelo Reverendo Robert Taylor em 1738, e está aberto ao público desde 1982. Ingresso custa €7 / R$ 18.

8. Delícias baratas

Outra boa fama que Dublin tem é de uma cidade gourmet. Mas é bom avisar que uma refeição nos principais e mais badalados restaurantes não vai sair barato. De qualquer forma, dá para se deliciar com algumas delícias baratas escondidas pela cidade  – uma fatia do queijo local do Sheridan’s Cheesemongers (11 Anne Street South); um cinnamon bun (espécie de broa de canela) do Simon’s Place (George’s Street Arcade, South Great George’s Street); um café fresco do The Bald Barista (68 Aungier Street); ou ainda quaisquer das sobremesas da The Queen of Tarts (4 Cork Hill, Dame Street). Tudo não deve sair por mais de €7 / R$ 18 cada, mas é bem provável que você não vá conseguir provar uma só!

 

9. Música tradicional em um pub irlandês de verdade

Hoje em dia, o que não faltam são “Irish pubs” (pubs irlandeses) em tudo que é cidade pelo mundo. Ok, as cervejas são “reais” (importadas), e a decoração quase sempre tenta imitar ao máximo o verdadeiro, inclusive a música. Então, é claro que não dá para ir a Dublin e deixar de passar por um desses originais. E o melhor lugar para ouvir da música tradicional irlandesa é mesmo um pub, já que muitos têm bandas tocando ao vivo. A bebida para embalar tudo isso? Uma pint de Guinness, obviamente. O O’Donoghue’s (Merrion Row) é uma escolha bem popular – uma Guinness sai por €4.50 / R$ 14,50 (e essa é a média de preço por lá).

10. Uma balada

Se a noite não tiver hora para acabar, pule do pub para um dos tantos bares e clubes de Dublin. A área de Camden Quarter é uma das mais movimentadas e está sempre “na moda”. O Solas (Wexford Street) tem sempre um DJ super afiado, um bar no terraço animadíssimo, e a música vai até 3 da manhã. E o melhor é que os €7 / R$ 18 de ingresso podem ser consumidos!

Não esqueça de garantir sua boa noite de sono e reservar  um hostel em Dublin, com diárias a partir de €8,50 / R$ 21 .

 

Gostou? Leia também:

 

Um agradecimento especial pelas fotos do flickr para aurélienJennie B, Sean MunsonSeamless WholeDiamond Dave, informatique, creating the darklovelibelulaMarcin Banaszek, Michael Osmenda e Fenchurch.

3 Responses to “10 coisas para fazer em Dublin por menos de $10”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

dezenove − catorze =