Seis pratos que todos os visitantes em Bruxelas devem experimentar

por Luc O Cinnseala

O quinto país mais pequeno da União Europeia, a Bélgica, construiu um nicho de fazer crescer água na boca no mundo da gastronomia, contribuindo com algumas das delícias culinárias mais adoradas, desde os doces aos deliciosamente gordurosos.

Pode interromper a dieta que esteja a fazer durante a estadia na encantadora capital, Bruxelas, onde deixar-se tentar pelos alimentos locais e importados não é sinónimo de culpa, mas de dever.

Chocolate

Belgian ChocolateNem é preciso dizer, mas passar por Bruxelas sem provar ou comprar alguns chocolates locais é praticamente um crime nacional. Não é segredo que a Bélgica produz alguns dos melhores chocolates do mundo, desde pralinês com nozes a trufas luxuosas, podendo encontrar todas numa das várias lojas de chocolate artesanais por toda a cidade. Se estiver à procura de algo mais sumptuoso, muitas lojas de chocolate (sobretudo na Grand Place) vendem taças de leite quente com um grande pedaço de chocolate num pau, para mexer e transformar no chocolate quente mais rico.

Para uma opção mais económica ou uma prenda de última hora, os supermercados locais, como o Carrefour e o Delhaize vendem marcas de qualidade, como a Cote d’Or, por uma fração do preço que se pagaria em casa. Há um Carrefour Express na Rue au Beurre, a trinta segundos a pé da Grand Place, totalmente abastecido com as marcas essenciais.

Waffles

Belgian WafflesÉ improvável ir a Bruxelas sem encontrar o irresistível aroma doce destas delícias açucaradas, conhecidas em francês como gaufres. Um símbolo não oficial do país, existem, na verdade, dois tipos diferentes de waffles, nenhuma das quais se parece com as ‘Waffles belgas’ populares na América do Norte. A waffle de Bruxelas (Gaufre de Bruxelles) é um retângulo espesso, com grandes orifícios, massa esponjosa e exterior crocante, enquanto a waffle de Liège (Gaufre liégeoise) é mais pequena, tem uma forma irregular e é, sem dúvida, mais saborosa porque tem pedaços de açúcar sólidos.

Ao verdadeiro estilo belga, poderá escolher personalizar a sua com açúcar em pó, chantilly, fruta fresca e, claro, chocolate derretido brilhante.

Batatas fritas

Delicious FritesAs batatas fritas (frites) foram inventadas na Bélgica, um facto que qualquer belga que se preze lhe irá dizer, sendo corroborados pelos livros de história. Não se sabe muito bem como é que os belgas perderam o direito de dar o seu nome à iguaria preferida de todo o mundo, mas continuam a fazê-la melhor que qualquer outro, fritando-as sempre, pelo menos, duas vezes.

Pode comprar as batatas fritas em friteries, estabelecimentos que vendem batatas fritas e que podem ir desde restaurantes com mesas a simples guichés. A Friterie Tabora é uma das preferidas e situa-se a cerca de dois minutos da Grand Place. Mais longe do centro, encontra-se a Maison Antoine, que fica numa barraca negligenciada; funciona em Etterbeek desde 1948, muito antes de os edifícios da União Europeia terem crescido nas proximidades. Esta instituição belga é uma excelente escolha se tiver fome ao explorar o ‘Bairro europeu’.

O molho certo
A única coisa que os belgas consideram com tanta seriedade como as batatas fritas é o molho que as acompanham – e o debate sobre o melhor molho é um passatempo nacional. Entre a seleção eclética de molhos à base de maionese e ketchup, é provável que a friterie lhe ofereça o molho “samurai” para quem goste de picante, “Brasil” com ananás e “Andalouse”, uma mistura de maionese, pasta de tomate e pimento. Aqui a melhor abordagem é a tentativa e erro!

Mitraillette

 Chip butty mitrailletteSe há uma coisa de que os belgas gostam mais do que fritar as batatas duas vezes e cobri-las com molhos com nomes criativos, é fritar as batatas duas vezes, cobri-las com molhos com nomes criativos e metê-las dentro de uma baguete com carne. Chamam-lhe mitraillette, que se traduz diretamente do francês como “mini-metralhadora”. Esta refeição numa sanduíche, que pode ser confecionada com carne de salsicha ou bife e personalizada com salada fresca, está disponível em todas as boas friteries. Substitua a baguete por um pão espalmado e tem uma criação totalmente nova, designada dürüm.

Comida grega

Greek food on Rue du Marché Aux FromagesComida grega na Rue du Marché Aux Fromages Qualquer viajante experiente lhe dirá que a melhor forma de garantir que será explorado e receberá comida de qualidade inferior no estrangeiro é comer num restaurante cujo menu apresente fotografias dos pratos. Embora isto seja verdade na maioria dos restaurantes que ficam logo a norte da Grand Place e que vendem comida “tradicional” com custos ocultos que apanham até o mais experiente dos viajantes, atravesse a praça até à Rue du Marché Aux Fromages e poderá escolher de entre restaurantes gregos, com painéis luminosos e mesas no interior e exterior.

O Pitta Hellas é um destes restaurantes de gerência familiar, que oferece deliciosas carnes de kebab e pittas vegetarianas, pratos de carne e saladas por menos do que pensaria ser possível no centro de uma capital europeia.

Speculoos

SpeculoosPor último, há um petisco que pode colocar na mochila para ir comendo enquanto explora Bruxelas. Os speculoos são considerados a bolacha nacional da Bélgica, um conceito que pareceria completamente estranho em qualquer outro país, mas parece totalmente normal aqui. Estas pequenas bolachas têm sabor a canela, gengibre, cravinho, cardamomo e noz-moscada. Os speculoos são populares entre os adultos e crianças belgas, assim como entre qualquer viajante que tenha a sorte de os conhecer. A bolacha é colocada em tudo desde chocolates a gelados e batidos.

Espalhe a alegria
Para os fãs a sério, compre um frasco de creme para speculoos num supermercado. Com todo o sabor das bolachas e a consistência de manteiga de amendoim, pode ser espalhado em tostas ou entre duas bolachas speculoos, ou simplesmente lambido dos dedos. Lembre-se que os cremes são tecnicamente líquidos e, por isso, não os pode levar na bagagem de mão no avião. Confie em mim, que já vi outro viajante com o dia arruinado ao confiscarem-lhe um frasco na segurança do Aeroporto de Bruxelas.

Por último…

Belgian beerNem é preciso dizer que todos os alimentos acima devem ser empurrados com uma dose saudável de cerveja local, disponível em todos os restaurantes de Bruxelas.

Os fantásticos hostels de Bruxelas incluem o Brussels Hostel Grand Place, um hostel boutique mesmo ao lado da praça principal, com dormitórios e quartos privados.

Thanks to Camilo Rueda López, Renee, Daniele Pesaresi, Amy Ross and Yan Gar for use of their great images under the Creative Commons license.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *